Algumas notas sobre as peculiariedades da língua japonesa. Penso muitas vezes que aprender japonês me levou a ver o mundo com outros olhos. Quero partilhar aqui um pouco da minha experiência com o meu amado nihongo.

23
Jan 10

Um pouco da velha sabedoria popular poderá ser ponto de partida para alguma reflexão:


Talvez o primeiro provérbio japonês que o estrangeiro que viva no Japão deverá pôr em práctica será:


 住まば都

Sumaba miyako

 

Encontramos bastante japonês arcaico nos provérbios antigos e, no japonês actual este dir-se-ia "sumeba miyako".  Uma tradução muito literal deste provérbio seria "se lá viveres é a tua capital" ou seja, algo como o nosso "na terra onde fores ter, faz como vires fazer".  

 

Mas talvez o primeiro que ouça seja

 

出る杭は打たれる

Deru kui wa utareru

 

que nos diz que "o prego que sobressai é o que leva a martelada".  É tão frequente ouvir este prvérbio, dita por pessoas de idade ou jovens,  por homens e mulheres que, mesmo não tendo qualquer erudição em psicologia me atrevo a dizer que a ideia que transmite fará certamente parte do inconsciente colectivo japonês.  A língua japonesa recheada de construções gramaticais onde o sujeito pode desaparecer sem causar dubiedade, prenhe de formas passivas sem agente deixa-nos imaginar que o japonês se sentirá de facto inseguro quando de alguma forma sobressai.  Low profile... sempre low profile :-(

 

Mas um dos que mais espanto me causou foi

 

石の上にも三年

Ishi no ue ni mo sannen

 

um esplêndido exemplo da perseverança e espírito de sacrifício que tão frequentemente testemunhei naquele país. Traduzido literalmente significará algo como "mesmo sobre uma pedra, três anos" o que quer dizer que se estivermos sentados sobre uma pedra, ao fim de três anos esta acabará por aquecer.  E esta.... :-)

 

Mas lá como cá "junta-te aos bons e serás como eles".  Só que por lá diz-se


朱に交われば赤くなる

Shu ni majiwareba akaku naru


ou, muito livremente "se mexeres no vermelho, encarnado ficas".


E se os japoneses dizem 

 

十人十色

juunin toiro

 

"dez pessoas dez cores" acreditarão como nós que "cada cabeça sua sentença" mas - engraçado - eles levam a ideia um bocadinho mais longe:


船頭おおくして船山へ上る

sendou ooku shite funa yama e noboru

 

"Muitas cabeças a chefiar o barco levam-no montanha acima" :-) e nós, Portugal inteirinho, já vamos a caminhos dos pirinéus.... ou será dos Alpes !!!! :-S


publicado por Jaime Lebre às 00:18

Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
22

25
26
27
29
30

31


arquivos
2010

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO